22 de maio de 2011

Circulando Arte pelo Brasil Tecelão Alexandre Heberte peixesempeixes@gmail.com (11).3221.8480 São Paulo, SP.

Visita Ateliê de Bia Cunha


       Peixesempeixes 21 de Maio (22)A data que nossos ancestrais passaram a se proteger e se vestir usando fibras não é exata, mas desde que o mais rústico tear surgiu, e com ele os princípios básicos do tecer: urdume, abertura da cala, inserção da trama, batida do pente... uma revolução "pontuou" a arte da tecelagem e mudou o rumo da história - falo da "automação da indústria têxtil que coincidiu com a Revolução Industrial, quando as teares, manipulados por força humana ou animal, passaram a ser acionadas por máquinas a vapor, e posteriormente motores elétricos"... de um lado os Mestres e Artistas têxteis com seus teares de pedal, alto liço, pente liço, homens e mulheres estudiosos e conhecedores de técnicas, padronagens, texturas e vocabulário, em suas oficinas e ateliês, espalhados pelos quatro cantos do planeta, atentos ao desenrolar dessa trama. Do outro…
Uma coisa é um tecido industrial, outra coisa é um tecido feito a mão. Toda essa introdução acima para contar minhas reflexões ao sair do Ateliê da  Design Têxtil Bia Cunha, uma Mestra naquilo que faz.
Peixesempeixes 21 de Maio (25)Peixesempeixes 21 de Maio (61)
Quer ser um bom tecelão? Estude. Pratique. Entenda. E ela estudou: Brasil, França, Itália, Estados Unidos... Bia Cunha gosta de trabalhar com fibras e fios de espessura fina, e de padronagens complexas de entrelaçamento. Ganhou prêmio lá fora ao criar tecido extremamente complexo. Peixesempeixes 21 de Maio (81)Ela une conhecimento dos antigos e contemporâneos mestres, mais seu longo estudo "cientifico" da tecelagem, mas lamenta que nossas universidades e faculdades não disponham de laboratórios de estudo com os mais diversos tipos de teares existentes no mundo, pois custa caro..Conta que já pilotou uma Jacquard, e sorrir com a memória ter se sujada toda de graxa de máquina. 


A visita ao Ateliê faz parte do Projeto coordenado pela Tecelã Nádia Resende. E como descrever a importância do evento: visitar um Ateliê de uma Mestra e poder ver seus dois teares Suíços incríveis: um tear de maquineta eletrônico e outro de lançadeira oito quadros, ambos da Empresa ARM... Peixesempeixes 21 de Maio (27)Peixesempeixes 21 de Maio (28)Peixesempeixes 21 de Maio (42)Peixesempeixes 21 de Maio (49)
E se os teares me deixou maravilhado, boquiaberto, o que escrever da apresentação do mostruário de tecidos criados e desenvolvidos por ela nos últimos anos. São primorosos, expressivos, de uma perfeição e delicadeza, que só vendo, sentido. Especialíssimo. Bia Cunha trânsita com conhecimento de causa e efeito, passeia pelos antigos métodos do tecer aos mais modernos mecanismos que facilitam sua trama. Show.
créditos , link aqui.

3 comentários:

Alexandre Heberte disse...

Olá,

fiquei surpreso ao ver a reprodução aqui do post que fiz no meu blogspot, mas notei que não fazem nenhum referência ao autor do post, no caso eu... Acho maravilhoso a idéia de fortalecer a arte têxtil, mas existe a politica diplomática de antes de mais nada comunicar o autor... enfim...

Prazer e obrigado mesmo assim.

Abraços

Alexandre Hebert

Círculo Artístico de Saquarema disse...

Prezado Alexandre vou retificar .
Coloquei apenas os créditos e o link abaixo no final do post.
Meus parabéns pelo trabalho.
Aproveito para pedir autorização para transcrever suas matérias por acreditar que através desse compartilhamento a nossa arte seja difundida .
abs

Peixesempeixes disse...

Oi

Por favor, obrigado por divulgar a tecelagem manual do Brasil e nossa arte têxtil.

Parabéns e abraços

Alexandre Heberte